Saltar para o conteúdo principal
 
04/08/2018 - 10h30

Em romance histórico-psiquiátrico, Augusto Cury propõe cura da corrupção

da Livraria da Folha

Divulgação
Em livro, vampiros da corrupção se alojam na mente de um poderoso político, um líder considerado incorruptível
Em livro, vampiros da corrupção se alojam na mente de um poderoso político, um líder considerado incorruptível

Em "O Médico da Humanidade e a Cura da Corrupção", de Augusto Cury, a humanidade (e especialmente o Brasil) está em chamas devido à corrupção.

Logo fica claro que todo os seres humanos têm vampiros mentais que os obrigam a seguir caminhos como orgulho, ira, inveja, ciúme, dissimulação, ambição e a necessidade neurótica de ser o centro das atenções. Esses vampiros costumam ser imperceptíveis aos hospedeiros, embora os destruam.

Romance histórico-psiquiátrico, "O Médico da Humanidade e a Cura da Corrupção" mostra como esses vampiros se alojaram na mente de um poderoso político, um líder considerado incorruptível.

O homem rejeita a ideia de estar doente até encontrar o misterioso H, médico da humanidade. Para diagnosticar suas fraquezas, H leva o político em uma viagem pela história.

Nessa jornada, ele conhece a formação da personalidade do sociopata Hitler, a prática da guilhotina na Revolução Francesa e a negação de Pedro a Cristo.

*

O MÉDICO DA HUMANIDADE E A CURA DA CORRUPÇÃO
AUTOR Augusto Cury
EDITORA Planeta
QUANTO R$ 29,90 (preço promocional *)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página