Saltar para o conteúdo principal
 
06/11/2012 - 17h00

Monte sua estante com livros sobre a ditadura

da Livraria da Folha

Com a renúncia de Jânio Quadros (1917-1992) em 1961, o Brasil entrou em uma crise política que, mais tarde, culminaria com o golpe militar e os anos de ditadura (1964-1985). Os reflexos do período ainda são sentidos nas relações políticas. A Livraria da Folha selecionou algumas obras sobre essa época.

Divulgação
Corpo de Carlos Alberto Soares de Freitas até hoje não foi encontrado
Corpo de Carlos Alberto Soares de Freitas até hoje não foi encontrado

Monte sua estante com livros sobre ditadura
Siga a Livraria da Folha no Twitter
Conheça nossa página no Facebook

"Seu Amigo Esteve Aqui" narra a história de Carlos Alberto Soares Freitas, militante político assassinado na Casa da Morte, em Petrópolis (RJ), na década de 1970. Conhecido como Breno, ele era dirigente da VAR-Palmares --organização clandestina que lutava contra a ditadura militar da qual a atual presidente, Dilma Rousseff, fazia parte. Leia um trecho.

Em 18 de julho de 1969, integrantes da VAR-Palmares, executaram um dos crimes mais audaciosos da história do Brasil. O grupo roubou US$ 2,5 milhões da casa da amante de Adhemar de Barros (1901-1969). "O Cofre do Adhemar" relata a ação, ao mesmo tempo ousada e atrapalhada, de jovens idealistas que roubaram o governador de São Paulo durante a ditadura militar. Leia um trecho.

Divulgação
Claudio Guerra, ex-delegado do Dops, conta aqui o que viu e o que fez
Cláudio Guerra, ex-delegado do Dops, conta o que viu e o que fez

Baseado em depoimento de um ex-delegado do Dops (Delegacia de Ordem Política e Social) a Marcelo Netto e Rogério Medeiros e narrado em primeira pessoa, "Memórias de uma Guerra Suja" levou três anos para ser concluído e gerou indignação nos familiares dos envolvidos.

"Ditadura e Repressão" examina a legalidade das ditaduras e destaca as principais características jurídicas existentes antes, durante e depois dos regimes repressivos. Com um capítulo para cada nação, o exemplar traz a história das ditaduras no Brasil, no Chile e na Argentina, além de contar com críticas e comparações com Portugal de Salazar, a Alemanha de Hitler, a Espanha de Franco e os Estados Unidos de Bush e Obama.

Com textos escritos por escritos por Carlos Heitor Cony, Moacyr Scliar, Luis Fernando Veríssimo e Zuenir Ventura, "Vozes do Golpe" (4 Volumes) relembra os acontecimentos que derrubaram o presidente João Goulart e instauraram o regime autoritário que se prolongou por mais de 20 anos.

Divulgação
Livro narra o episódio que marcou a história da luta política no Brasil
Livro narra o episódio que marcou a história da luta política no Brasil

A história de Vladimir --nome que adotou quando adulto-- está no livro "As Duas Guerras de Vlado Herzog", escrito pelo jornalista Audálio Dantas e publicado pela Civilização Brasileira. Em 25 de outubro de 1975, Herzog foi torturado e assassinado na sede do DOI-Codi (Destacamento de Operações de Informações/Centro de Operações de Defesa Interna), em São Paulo.

"A Política nos Quartéis", escrito pela historiadora francesa Maud Chirio, apresenta uma análise sociológica da instituição militar e das escolhas feitas ao longo dos 21 anos de ditadura no Brasil. Com entrevistas inéditas, o livro retrata uma intensa vida política entre oficiais de várias patentes.

Escrito pelo jornalista Flávio Tavares, "Memórias do Esquecimento" traz relato sobre a prisão e a tortura durante o regime militar. Formado em direito e militante, Tavares foi libertado com outros 14 presos políticos em troca do embaixador dos Estados Unidos, em 1969. Leia um trecho.

"A Mulher que Era o General da Casa", do jornalista Paulo Moreira Leite, resgata o papel do cidadão comum na resistência à ditadura. Eles não são lembrados em "comissões da verdade" ou têm suas fotos publicadas em grandes jornais. No entanto, segundo o autor, a sociedade civil desempenhou uma função relevante na defesa dos direitos de sequestrados, presos e torturados.

 
Voltar ao topo da página