Saltar para o conteúdo principal
 
20/10/2016 - 10h27

'O Deus pessoal não passa de um pai transfigurado', afirma Freud

da Livraria da Folha

Sigmund Freud renovou profundamente toda a concepção do homem. Fundador da psicanálise, ele explorou e descreveu o continente do inconsciente que, em sua opinião, é a matriz de nossa existência.

"Ele criou um novo sistema de organização psíquica e utilizou seus modelos para repensar certo número de problemas filosóficos", escreve Jacqueline Russ em "Filosofia: Os autores, as Obras". O livro apresenta uma síntese didática sobre a filosofia, resumindo e analisando as principais obras e recordando a trajetória de vida de seus autores.

Divulgação
Fundador da psicanálise, Freud explorou o continente do inconsciente que é a matriz de nossa existência
Fundador da psicanálise, Sigmund Freud explorou o continente do inconsciente que é a matriz de nossa existência

Método de investigação que evidencia determinadas significações inconscientes, a psicanálise é também chamada de psicologia das profundezas. Isso porque seu objetivo real é a profundeza do inconsciente, sua parte mais difícil de penetrar.

"O inconsciente, enquanto matriz de nossa existência, deve ser compreendido dinamicamente, à luz do recalque, dos atos falhos e do sonho, via real que leva ao conhecimento do inconsciente", afirma a autora.

Para Freud, o sonho, realização imaginária de um desejo, contém ideias latentes que provêm do pré-consciente. Essas ideias devem ser interpretadas para obter seu verdadeiro sentido. A psicanálise, portanto, faz com que o homem aprenda que o ego não é o dono da casa, mostrando que uma parte de nosso psiquismo escapa da consciência e da vontade.

Freud também elaborou hipóteses relativas à esfera religiosa. Para ele, a religião é uma ilusão através da qual o homem angustiado se agarra a um pai protetor: "o Deus pessoal não passa de um pai transfigurado".

A autora explica que, de acordo com Freud, Deus encarna o pai onipotente da infância voltada à angústia. "Com efeito, a criança de peito e, em seguida, a criança, encontram-se em uma situação de tensão e de angústia inicial: protegidas, pelos poderes paterno e materno originais, esse protótipos centrais são substituídos, na sequência, pela ideia de Deus", esclarece.

Em "Filosofia: Os autores, as Obras", Jacqueline Russ também define os conceitos fundamentais da filosofia. Autora francesa, ela é doutora em filosofia e ciências humanas e assina diversas obras escolásticas e universitárias sobre o assunto.

Associated Press
O psicanalista Sigmund Freud posa para o escultor Oscar Nemon, em Viena, na Áustria, em 1931
O psicanalista Sigmund Freud posa para o escultor Oscar Nemon, em Viena, na Áustria, em 1931

*

FILOSOFIA: OS AUTORES, AS OBRAS
AUTOR Jacqueline Russ
TRADUTOR Guilherme João de Freitas Teixeira
EDITORA Vozes
QUANTO R$ 83,90 (preço promocional *)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página