Saltar para o conteúdo principal
 
15/06/2016 - 18h35

Leia trecho de livro sobre o juiz federal Sérgio Moro

da Livraria da Folha

Divulgação
Livro tenta entender o "fenômeno Moro" e apresenta a carreira do magistrado
Livro tenta entender o "fenômeno Moro" e apresenta a carreira do magistrado responsável pela Lava Jato

A jornalista paranaense Joice Hasselmann se propõe a apresentar a figura por trás do mito criado em torno de Sérgio Moro no livro que leva o mesmo nome do juiz federal responsável pela Operação Lava Jato.

Lançada pela editora Universo dos Livros, a obra chega ao mercado editorial na esteira do impeachment de Dilma Rousseff e engrossa a fileira formada por outros títulos que também tratam da Operação Lava Jato como: "Petroladrões" , de Ivo Patarra, "Lava Jato" de Vladimir Netto, "Sérgio Moro", de Luiz Scarpino Junior, "A Outra História da Lava-Jato", de Paulo Moreira Leite e "Assassinato de Reputações II, de Romeu Tuma Jr. e Claudio Tognolli.

A Operação Lava Jato é a maior investigação sobre corrupção conduzida até hoje no Brasil. Ela começou averiguando uma rede de doleiros que atuavam em vários Estados e descobriu a existência de um vasto esquema de corrupção na Petrobras, envolvendo políticos de vários partidos e as maiores empreiteiras do país.

O livro de Hasselmann é centrado no juiz. A autora imerge no passado e na trajetória dele e aborda outros casos que contaram com seu trabalho, como o do Banestado e do Mensalão.

Leia abaixo um capítulo de "Sérgio Moro" .

*

*1.
POR QUE DECIDI ESCREVER ESTE LIVRO*

Sou jornalista que nasceu e passou boa parte da infância no Paraná, terra de Sérgio Moro. Durante dez anos fui levada pelos meus pais para outros estados. De volta à terra natal, ingressei no jornalismo. Eu nem imaginava uma mudança de rumos assim, considerando que os planos iniciais eram outros. Tudo se desenhava para que eu fosse médica e, com um pouco de sorte e dedicação, neurocirurgiã, mas o jornalismo me escolheu e fui abrindo portas com muito esmero e coragem. Não foi fácil! Afinal, eu era apenas uma menina anônima enfrentando desafios, indivíduos corruptos e lutando pela verdade.

Ainda acadêmica, tive a sorte de ser diretora e âncora da CBN Ponta Grossa, depois de me dedicar à reportagem política. Uau! Foi uma realização na época. Depois, recém-formada, minha casa foi a BandNews FM Curitiba. Lá, fui repórter; na sequência, coordenadora; meses depois, âncora e, por fim, assumi a direção da rádio. Muito cedo comecei a desvendar os caminhos tortuosos da política brasileira, mergulhada em corrupção, tornando-me também colunista e, com orgulho uma das mais importantes e mais críticas do meu estado.

Lá na minha terra, e com meu Olho no olho, entrevistei deputados, senadores, governadores, ministros, enfim, políticos influentes que tinham muito a explicar. Sempre fiz perguntas diretas e que vão ao ponto das questões que realmente importam para o povo brasileiro. Jornalismo de verdade se faz assim. O resto é conversa de comadres.

Fui premiada nacional e internacionalmente¹, o que muito me emocionou. Tive uma grande passagem pela revista Veja, graças ao meu apreço pela inovação, ajudei a criar por lá a primeira TV com grade fixa na internet brasileira, a TVeja. Morando em São Paulo, trouxe comigo minhas fontes de Curitiba que permaneciam fiéis. Elas nunca me decepcionaram e o contato rotineiro com os detalhes da Operação Lava Jato fazia parte do meu dia a dia.

O juiz Sérgio Moro é da minha cidade, do meu querido estado, é bicho do Paraná. E foi este homem que começou a mudar o Brasil, punindo com o rigor da lei corruptos e corruptores. Aqueles que corroem o país nunca mais teriam a liberdade de antes para cometer crimes. Jamais manteriam a certeza da impunidade.

Não importa se são grandes empresários, empreiteiros, se são poderosos, se tem mandato, se são do governo do PT, ou da cúpula de qualquer outro partido. Moro aplica a lei e pronto. O juiz da Lava Jato está reinventando o governo e ensinando ao Brasil que, sim, podemos ter esperança. Na onda do impeachment da presidente Dilma, decidi então escrever este livro para mostrar não somente as entranhas da operação que mudou o Brasil, mas também falar mais dessa figura que hoje é vista como um herói nacional, e mais, um líder mundial.

As ruas reconheceram a atuação de Moro, a força desse homem, mas tudo isso surgiu com base no trabalho obstinado e dedicado dele na Justiça, pelo qual ele não poupou esforços. Esse grande brasileiro modernizou o processo jurídico por meio de delações premiadas que mostraram a podridão dos esquemas entre poder público e privado que imperavam como regra do jogo. O Petrolão foi desvendado. Sob o julgamento dele nenhum poderoso saiu impune ao martelo da Justiça brasileira. O Brasil começava a se erguer.

Dizem que sou uma jornalista ativista. Já me acostumei com o rótulo um tanto quanto pejorativo. Quem se dobra às criticas ou aos elogios excessivos tem uma grande chance de errar. Prefiro ter cautela nos dois casos, mas de queixo erguido assumo esse ativismo contra a corrupção. E é com esse objetivo que quero explicar melhor a você quem é Sérgio Moro. Quem é esse homem que tornou possível o desmonte de um gigantesco esquema de corrupção que sangrou aquela que já foi a maior estatal brasileira. A Petrobras foi destruída e os tentáculos da corrupção se espalharam pelos grandes negócios fechados pelo poder público.

O descortinar do Petrolão mostrou que o esquema é antigo e foi levado adiante como uma devoção criminosa por dilapidar o patrimônio público. A operação que devastou a corrupção brasileira expôs também um governo montado para sugar o patrimônio público, um método criminoso para a manutenção do poder. A exposição corajosa da verdade levou a nação às ruas e fez com que o Congresso e o Judiciário enfim trabalhassem juntos com o povo para que a lei fosse cumprida.

Consequentemente, houve o desmoronamento do governo de Dilma Rousseff, que presidiu o país dos esquemas e que protagonizou o papel de pior governante da história da nação. A petista, seja por omissão, seja por ação, abraçou um dos maiores casos de corrupção que se tem registro - em detalhes - no mundo. Sérgio Moro fez mais que expor a verdade. Ele fez um grande serviço humanitário, social e político ao país. Acredite, o Brasil jamais será o mesmo depois de Moro.

É necessário contar bem essa história para que fique claro quem ele é, como tornou essa operação possível e como tudo evoluiu até chegar ao descontentamento massificado pelo PT, simbolizado pela destituição de Dilma. É preciso que Moro entre para a história como a figura que ele realmente é. Que a verdade seja dita. Os ataques à reputação dele são previsíveis, modus operandi daqueles que divergem de sua visão.

Decidi escrever este livro para mostrar a alma do homem que existe por trás da operação judicial que mudou o país. Teria ele motivações para agir com justiça diante dos políticos? Existiram momentos em que ele pensou em desistir? Como Moro fez para manter a serenidade diante de ataques covardes que sofreu por parte da imprensa e dos defensores deste governo criminoso? Moro pretende limpar toda a corrupção do Brasil? O menino que sempre gostou de super-heróis se sente um herói?

Leia para descobrir o grande personagem que existe por trás da Operação Lava Jato. E viva o combate à corrupção!

*

SÉRGIO MORO
AUTOR Joice Hasselmann
EDITORA Universo dos Livros
QUANTO R$ 33,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página