Saltar para o conteúdo principal
 
26/09/2012 - 10h37

Nova edição de 'Peter Pan' traz imagens da publicação original

da Livraria da Folha

Divulgação
História de J.M.Barrie publicada pela primeira vez no início do século 20
História de J.M.Barrie publicada pela primeira vez no início do século 20

Publicado pela editora Zahar, "Peter Pan" apresenta o texto integral de J.M. Barrie, notas, apresentação da escritora Flávia Lins e Silva e ilustrações originais de F.D. Bedford para a primeira edição de "Peter Pan", em 1911.

No clássico, Peter Pan e Sininho levam Wendy, João e Miguel para conhecer a Terra do Nunca, lugar onde o tempo não passa. Lá, eles se deparam com o navio pirata do capitão Ganho e se envolvem em diversas aventuras.

Nascido na Escócia, Barrie também escreveu peças para o teatro. "The Boy Who Wouldn't Grow Up", de 1904, deu origem a seu personagem mais famoso.

Abaixo, veja algumas imagens e leia a apresentação de "Peter Pan: Edição Definitiva Comentada e Ilustrada".

*

Reprodução
Frontispício da primeira edição de "Peter Pan"
Frontispício da primeira edição de "Peter Pan"

APRESENTAÇÃO

Uma viagem com Peter Pan
pelas páginas, pelo tempo

James Barrie nasceu em Kirremuir, na Escócia, em 9 de maio de 1860. Era um garoto delicado, baixinho, o caçula de três irmãos. Em 1867, um desses irmãos, David, sofreu um acidente de patins, quebrou a cabeça e morreu. Esta fatalidade iria marcar o pequeno Jamie para sempre. De certa forma, David ficou na imaginação de James como um menino que nunca chegou a crescer

Depois de se formar em literatura pela Universidade de Edimburgo, Barrie decidiu se mudar para Londres, onde tentaria se estabelecer como escritor. Seu primeiro romance, intitulado Better Dead, foi publicado em 1887, mas ele começou ganhando a vida como jornalista freelancer. Em 1894, casou-se com a atriz Mary Ansell, fixando residência no número 133 da Gloucester Road, bem pertinho do famoso parque Kensington Gardens, onde gostava de passear com seu cachorro chamado Porthos - nome de um dos famosos Três mosqueteiros de Dumas.

Reprodução

Num jantar de fim de ano, Mary e James Barrie conheceram Sylvia e Arthur Llewelyn Davies e, conversando com eles, descobriram já ter encontrado com os filhos do casal em seus passeios com Porthos pelo Kensington Gardens. Tudo indica que o primeiro esboço da história de Peter Pan surgiu como uma brincadeira entre James Barrie e os filhos de Sylvia e Arthur. Em 1901, Barrie decidiu passar o verão num cottage em Surrey, perto da família Llewelyn Davies. Ali, Barrie concebeu para as crianças uma história chamada The Boy Castaways of Black Lake Island (Os meninos náufragos da Ilha do Lago Negro), que é considerado o "ur-Peter Pan", ou seja, o mais antigo esboço de Peter Pan, e que hoje está na biblioteca Beinecke de livros e manuscritos, em New Haven, Connecticut, Estados Unidos. O livro é cheio de fotos com as brincadeiras dos irmãos Llewelyn Davies e já menciona piratas, um cachorro, uma tenda, uma ilha e outros elementos que depois figurarão em Peter Pan. Em 1902, James Barrie escreveu um livro chamado The Little White Bird (O pequeno pássaro branco), que nunca chegou a ser publicado no Brasil. A história se passa em Kensington Gardens e lá surge o personagem Peter Pan.

Em 1904, pensando e repensando a história de Peter, James Matthew Barrie levou ao palco do teatro Duke of York, em Londres, a peça com o seguinte título: Peter Pan, or The Boy Who Wouldn't Grow Up (Peter Pan, ou o menino que não queria crescer). O sucesso foi tão grande e imediato que, no ano seguinte, uma versão da peça foi encenada em Nova York. Parece que a peça teve muitas versões não autorizadas, correndo o país. Em 1906, trechos do livro The Little White Bird são publicados sob o título Peter Pan in Kensington Gardens, com ilustrações de Arthur Rackham, um dos mais famosos ilustradores de seu tempo. Finalmente, em 1911, Barrie escreveu o livro em prosa chamado Peter and Wendy (Peter e Wendy), depois renomeado Peter Pan. A peça teatral encenada em 1904 só foi publicada em 1928.

Reprodução
Peter Pan combate o Capitão Gancho
Peter Pan combate o Capitão Gancho

No Brasil, os leitores descobriram o personagem Peter Pan pelas mãos de Monteiro Lobato, que publicou sua versão em 1930. Com toda a liberdade, Lobato reconta a história a seu modo, com intervenções de Emília e de todos os personagens do sítio. Entre outras travessuras, Emília decide, por exemplo, cortar também a sombra de Tia Nastácia. Há muitas invenções lobatianas, mas a essência da história está lá.

Poucos leram o texto integral de Peter Pan escrito por James Barrie. A maioria conhece a história através da adaptação para desenho animado produzida pelos estúdios da Disney, em 1953, com direção de Clyde Geromini, Wilfred Jackson e Hamilton Luske. Depois desta, surgem muitas outras versões para o cinema: o diretor Joel Schumacher realizou The Lost Boys (Os meninos perdidos) em 1987; Steven Spielberg dirigiu Hook (Gancho) em 1991; Donovan Cook e Robin Budd filmaram Return to Never Land (A volta para a Terra do Nunca) em 2002; no ano seguinte, P.J. Hogan dirigiu Peter Pan. E dois anos mais tarde Marc Forster dirigiu o belíssimo Finding Neverland (Em busca da Terra do Nunca).

Ler o texto original de Peter Pan é um prazer muito especial, pois, para além do enredo, o estilo usado por James Barrie ao escrever esta aventura é absolutamente encantador e a construção dos personagens é brilhante.

*

Fernanda Correia/Folhapress
Estátua de Peter Pan em Kensington Gardens, obra encomendada por Barrie a sir George Frampton
Estátua de Peter Pan em Kensington Gardens, obra encomendada por Barrie a sir George Frampton

*

"Peter Pan: Edição Definitiva Comentada e Ilustrada"
Autor: J.M. Barrie
Editora: Zahar
Páginas: 224
Quanto: R$ 33,90 (preço promocional*)
Onde comprar: pelo telefone 0800-140090 ou pelo site da Livraria da Folha

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques. Não cumulativo com outras promoções da Livraria da Folha. Em caso de alteração, prevalece o valor apresentado na página do produto.

Texto baseado em informações fornecidas pela editora/distribuidora da obra.

 
Voltar ao topo da página