Saltar para o conteúdo principal
 
15/12/2010 - 16h04

Ensaio de filósofo sobre tupinambás fascinou tradutora; ouça

FABIO ANDRIGHETTO
da Livraria da Folha

Reprodução
Esta nova tradução permite que o leitor descubra o pensamento de Montaigne
Ensaios que tratam de temas como o medo e a educação dos filhos

Em 1562, Michel Eyquem de Montaigne (1533-1592) entrou em contato com índios tupinambás, nativos brasileiros levados à Europa para serem exibidos na corte francesa. A análise do filósofo sobre esse encontro, relato descrito em um dos textos de "Os Ensaios", encantou a tradutora Rosa Freire d'Aguiar.

Procurada pela Livraria da Folha, Rosa explicou que a experiência foi um choque cultural inimaginável em nossos dias, algo como encontrar um marciano. Ouça.

Livraria 1

A nova publicação do clássico é baseada na edição póstuma de 1595, revista e ampliada pelo próprio autor em um terço em comparação às impressões anteriores. Porém, vale lembrar, não existe uma versão definitiva da obra de Montaigne, pois o projeto nunca terminou.

Siga a Livraria da Folha no Twitter
Siga a Livraria da Folha no Twitter

Sobre o homem que tratou de todos os temas importantes, há pouco o que se dizer. Marcelo Coelho, colunista da Folha de S.Paulo, escreve na introdução de "Folha Explica: Montaigne" que "este livro terá cumprido sua função se for entendido como um convite à leitura dos Ensaios.

Nos textos contidos na obra-prima da literatura e da filosofia, composta por 107 capítulos e dividida em três livros, o filósofo analisa diversos assuntos, da preparação para a morte à educação dos filhos.

Visite a estante dedicada à filosofia

 
Voltar ao topo da página