Saltar para o conteúdo principal
 
20/03/2017 - 12h30

Em livro, médico compara indústria farmacêutica ao crime organizado

da Livraria da Folha

Divulgação
Especialista em medicina interna, o autor é professor de pesquisa clínica na Universidade de Copenhagen
Especialista em medicina interna, o autor é professor de pesquisa clínica na Universidade de Copenhagen

O médico dinamarquês Peter C. Gotzsche critica as atitudes da indústria farmacêutica no livro "Medicamentos Mortais e Crime Organizado", lançado pela Bookman Editora.

O autor expõe em detalhes os desvios desta indústria em todo o mundo e traça um panorama sobre como ela vem corrompendo a área da saúde.

Na obra ele destaca as estratégias obscuras adotadas para impulsionar a venda agressiva de medicamentos e revela dados que comprovam uma falha geral no sistema ligado à corrupção e à regulação ineficaz de medicamentos.

Ocultação de provas, manipulação de preços além de utilizar ensaios clínicos para destacar os benefícios e minimizar os danos dos medicamentos são algumas dessas práticas apresentadas e criticadas na obra.

Ele também aponta soluções, como a independência dos agentes reguladores, o incentivo de avaliações dos medicamentos por organizações do setor público, além de promover a gestão dos conflitos de interesse, expondo os vínculos financeiros entre empresas do setor, médicos, associações e pacientes.

O autor chama atenção para o excesso de dependência de drogas, nos dia atuais ao mesmo tempo em que sobram alternativas para driblar problemas de saúde, como mudanças na dietas, no estilo de vida e adoção de exercícios físicos.

Gotzsche também reconhece grandes êxitos da ciência para tratar infecções, alguns tipos de câncer, doenças cardíacas e deficiências como o diabetes.

*

MEDICAMENTOS MORTAIS E CRIME ORGANIZADO
AUTOR Peter C. Gotzsche
EDITORA Bookman
QUANTO R$ 72,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página