Saltar para o conteúdo principal
 
09/05/2017 - 12h02

Livro apresenta dicas para criar filhos bons de garfo; aprenda truques

da Livraria da Folha

Quem tem crianças em casa sabe muito bem: as refeições com os pequenos podem se transformar em um verdadeiro campo de batalha. Enquanto os pais tentam forçar mais uma mordida, os filhos resistem e protestam, muitas vezes fazendo birra. Mas Karen Le Billon tem a solução para mudar esse cenário.

Em "Os 7 Segredos para Criar Filhos Bons de Garfo", ela apresenta um conjunto de técnicas e ferramentas que batizou de Educação do Paladar.

Divulgação
Autora apresenta um conjunto de técnicas e ferramentas que batizou de Educação do Paladar
Em livro, autora Karen Le Billon apresenta um conjunto de técnicas e ferramentas que batizou de Educação do Paladar

"A Educação do Paladar é uma abordagem prática e envolvente da educação alimentar que usa jogos e brincadeiras para ajudar as crianças a apreciarem a comida. O princípio básico é que as crianças aprendem a comer bem, da mesma maneira que aprendem a ler. A ideia de que o paladar pode ser ensinado transmite uma mensagem esperançosa e positiva", explica na introdução.

As dicas de "Os 7 Segredos para Criar Filhos Bons de Garfo" foram baseadas nas próprias filhas da autora e em outras crianças com costumes e origens variadas. No livro, Karen Le Billon reúne 85 receitas e 20 jogos. Tudo é desenhado para cada faixa etária: de 9 a doze meses, de um a três anos, de três a cinco anos e a partir de seis anos.

"Algumas crianças demoram mais (às vezes muito mais) que outras, mas a maioria pode aprender a comer bem. Se suspeita que seu filho tenha alguma dificuldade particular, talvez haja um fator médico (incluindo alergias, espectro autista ou transtorno de processamento sensorial) que deva ser tratado por um profissional", alerta.

Abaixo, confira algumas dicas para convencer crianças mais velhas a darem uma chance para novos alimentos.

*

Adote o lema "uma família, uma refeição"
Envolva seu filho na criação dos cardápios e mantenha-se firme a eles. Por exemplo: trabalhe em um menu para o sábado e domingo. Durante a semana, se a criança estiver sendo difícil, use a regra "você não precisa gostar, mas tem que experimentar". Também é importante trabalhar o conceito de consequência (não é um castigo!): se não terminar a porção de hortaliças, não haverá sobremesa.

Envolva seu filho no planejamento da refeição
Peça a ajuda da criança na escolha de receitas, nas compras, para cozinhar e montar a comida de um evento familiar. Ao desempenhar essas funções, ela deve receber elogios também de outras pessoas (não apenas você).

Incentive a pressão positiva
Seu filho tem algum amigo ou primo que coma melhor e possa fazer uma refeição em sua casa para dar o exemplo? Peça para o visitante sugerir uma de suas receitas preferidas com antecedência; se comerem com gosto, é grande a chance de seu filho fazer o mesmo.

Invente uma semana de degustação
Peça para cada membro da família escolher um novo alimento que gostaria de experimentar. Deixe que todos selecionem suas receitas preferidas. Crianças interessadas podem ajudar a comprar, preparar e servir os pratos para todos. Eles adoram virar o jogo, escolhendo algo que seus pais não apreciam.

*

OS 7 SEGREDOS PARA CRIAR FILHOS BONS DE GARFO
AUTOR Karen Le Billon
TRADUTOR Gabriela Erbetta
EDITORA Alaúde
QUANTO R$ 24,90 (preço promocional *)
E-BOOK R$ 27,90 *

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página