Saltar para o conteúdo principal
 
04/05/2012 - 20h30

Ex-delegado do Dops dá nome aos bois

da Livraria da Folha

Cláudio Guerra, ex-delegado do Dops (Delegacia de Ordem Política e Social), confessa em "Memórias de uma Guerra Suja" o envolvimento com uma série de ações promovidas durante a ditadura militar (1964-85) com autorização do governo federal, incluindo a morte de ao menos 12 guerrilheiros.

Divulgação
Claudio Guerra, ex-delegado do Dops, conta aqui o que viu e o que fez
Cláudio Guerra, ex-delegado do Dops, conta o que viu e o que fez

Leia trecho de 'A Política nos Quartéis'
Siga a Livraria da Folha no Twitter
Conheça nossa página no Facebook

Segundo reportagem publicada pela Folha de S.Paulo nesta quinta-feira (3), Guerra também afirma ter incinerado os corpos de dez desaparecidos políticos no forno de uma usina de açúcar pertencente à família de um ex-governador do Rio.

Entre as vítimas, ele cita David Capistrano, João Batista Rita, Joaquim Pires Cerveira, João Massena Mello, José Roman, Luiz Ignácio Maranhão Filho, Ana Rosa Kucinski e Wilson Silva, Joaquim Pires Cerveira, Eduardo Collier Filho e Fernando Augusto Santa Cruz Oliveira.

Baseado em depoimento a Marcelo Netto e Rogério Medeiros e narrado em primeira pessoa, "Memórias de uma Guerra Suja" levou três anos para ser concluído. Guerra, hoje com 71 anos, diz nunca ter torturado --sua função era matar e eliminar corpos.

O livro gerou indignação nos familiares dos envolvidos. As denúncias devem ser analisadas pela Comissão da Verdade.

*

"Memórias de uma Guerra Suja"
Autor: Cláudio Guerra, Marcelo Netto e Rogério Medeiros
Editora: Topbooks
Páginas: 292
Quanto: R$ 37,50 (preço promocional*)
Onde comprar: pelo telefone 0800-140090 ou pelo site da Livraria da Folha

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques. Não cumulativo com outras promoções da Livraria da Folha. Em caso de alteração, prevalece o valor apresentado na página do produto.

Texto baseado em informações fornecidas pela editora/distribuidora da obra.

 
Voltar ao topo da página