Saltar para o conteúdo principal
 
24/03/2014 - 10h55

Santo ou impostor, padre Cícero divide opiniões

da Livraria da Folha

Cícero Romão Batista nasceu em 24 de março de 1844, no Crato (CE). O sacerdote se envolveu em um complexo jogo de poder e assumiu um papel de destaque. Considerado santo em Juazeiro do Norte, foi denunciado como impostor pela Igreja e pelos líderes políticos. Ele se tornou uma das figuras mais controversas da história do Brasil.

Divulgação
Padre oferece comunhão a uma beata e hóstia vira sangue
Padre oferece comunhão a uma beata e hóstia vira sangue

Ordenado em 1870, a primeira manifestação de um milagre atribuído ao religioso ocorreu em 1889. Na ocasião, uma hóstia se transformou em sangue na boca de uma beata.

Dom Joaquim José Vieira, bispo em Fortaleza, não acreditou no milagre e considerou o caso como uma fraude. Padre Cícero foi afastado de atividades eclesiásticas e proibido de falar sobre milagres e atender romeiros.

Enquanto estava impedido de exercer suas funções religiosas, o sacerdote entrou na política se tornado prefeito de Juazeiro e, em 1914, foi vice-governador do Ceará.

Morreu no dia 20 de julho de 1934, aos 90 anos. Hoje, a maior estátua do país em homenagem a um brasileiro atrai uma legião de romeiros.

Publicado originalmente em 1977, "Milagre em Joaseiro", do historiador e antropólogo norte-americano Ralph della Cava, fundamentado em documentação pouco conhecida naquele período, mudou o modo como padre Cícero era visto. Leia um trecho.

O psiquiatra e psicoterapeuta Francisco Nóbrega Teixeira investiga o comportamento desse religioso, em "Padre Cícero: Biografia Psicanalítica". No livro, o autor examina a complexa combinação de fatores sociopolíticos e econômicos da época do cangaço e apresenta uma leitura das perturbações que o sacerdote nordestino enfrentou.

A biografia "Padre Cícero: Poder, Fé e Guerra no Sertão", escrita pelo jornalista Lira Neto, narra a vida e os relatos de milagre, alguns fenômenos que nunca foram explicados pelos médicos. Leia um trecho.

Divulgação/Companhia das Letras
padre Cícero e beatas a beata do milagre de padre Cícero
 
Voltar ao topo da página