Saltar para o conteúdo principal
 
26/03/2017 - 17h40

Filósofo analisa aumento de casos de hiperatividade

da Livraria da Folha

Divulgação
Premiado autor analisa por meio da teoria da cultura o aumento de casos da síndrome de déficit de atenção e hiperatividade
Premiado autor analisa por meio da teoria da cultura o aumento de casos da síndrome de déficit de atenção e hiperatividade

Em "Hiperativos!", o filósofo alemão Christoph Türcke analisa o aumento de casos de síndrome de déficit de atenção e de hiperatividade.

Baseando-se na teoria da cultura, o autor defende a tese de que vivemos em uma "cultura de déficit de atenção".

Para ele, toda a informação a que somos submetidos, desde a invenção do cinema, conspira para desgastar nossa capacidade de concentração. O filósofo aponta que tanto a agitação como um onipresente senso de urgência são características marcantes da sociedade contemporânea.

As crianças diagnosticadas com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) não seriam, desta forma, doentes que contrastam com um ambiente saudável e tranquilo, mas sim as vítimas mais vulneráveis que apresentam, em seu comportamento, uma caricatura do mundo adulto.

No livro, lançado pela editora Paz & Terra, ele propõe o retorno à cultura do ritual, que introduziria no cotidiano escolar um eixo de desagravo e tranquilidade, ao longo do qual seria possível fortalecer a energia das crianças.

Professor emérito de filosofia na Faculdade de Artes Visuais de Leipzig, Christoph Türcke foi professor visitante na UFRGS e na PUCRS. Colaborou nas revistas "Spiegel" e "Merkur". Publicou no Brasil os livros "O Louco - Nietzsche, a Mania da Razão" e "Sociedade Excitada".

*

HIPERATIVOS!
AUTOR Christoph Türcke
EDITORA Paz & Terra
QUANTO R$ 32,50 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página