Saltar para o conteúdo principal
 
26/09/2017 - 11h20

Historiador descreve efervescência global da época das grandes navegações

da Livraria da Folha

Divulgação
Autor mostra que Ásia, Europa e África serviram como cenário para guerras, acordos comerciais, perseguições e disputas religiosas
Autor mostra que Ásia, Europa e África serviram de cenário para guerras, acordos comerciais e disputas religiosas

As mortes de um papa e de um soberano, a expulsão de judeus de seus territórios, o avanço do islã e a conquista e consolidação de territórios pela Rússia. Estes são alguns dos acontecimentos mundiais que ganham uma riqueza narrativa em "1492 - O Ano em que o Mundo Começou".

Escrito pelo historiador britânico Felipe Fernández-Armesto e publicado pela Companhia das Letras, o livro traz um panorama dos principais acontecimentos mundiais que marcaram o final do século 15.

Embasado por uma variedade de fontes documentais, o autor lança luz sobre guerras, acordos comerciais, perseguições e disputas religiosas que tiveram como palco, regiões da Ásia, Europa e África.

Apesar de associado como o ano em que o navegador Cristóvão Colombo chegou à América, 1492 foi um ano de muita efervescência e que explica o surgimento da modernidade e o mundo em que vivemos.

Nascido em Londres, em 1950, Felipe Fernández-Armesto é professor de história nas universidades de Londres, Oxford e Tufts e leciona na Universidade de Notre Dame desde 2009. É autor de livros como "Então Você Pensa que É Humano?", "Os Desbravadores" e "Américo".

*

1492
AUTOR Felipe Fernández-Armesto
EDITORA Companhia das Letras
QUANTO R$ 51,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página