Saltar para o conteúdo principal
 
04/06/2011 - 17h17

"Bebo porque é líquido!"; leia mais em livro sobre a cachaça

da Livraria da Folha

Divulgação
Curiosidades e mitos sobre a influente bebida brasileira
Curiosidades e mitos sobre a influente bebida brasileira

Dentre todos os complexos de vira-lata que o Brasil suporta, um dos mais evidentes é quanto a qualidade e "sofisticação" de sua mais tradicional bebida. A cachaça é a representante maior para harmonizar com o carnaval e o futebol, os eventos culturais mais conhecidos e apreciados pelo povo.

Contudo, para ir um pouco além desse lugar comum, o livro "A Verdadeira História da Cachaça" retoma com muito sucesso todo o trajeto da branquinha e sua popularização no país, desfaz mitos culturais e mostra que ela tem passado por um processo de "valorização" por sua própria gente e está no caminho certo para conquistar o mundo.

Arte
Siga a Livraria da Folha no Twitter
Siga a Livraria da Folha no Twitter

O pesquisador Messias S. Cavalcante reúne informações fantásticas e preciosas sobre todo o processo de feitura, transporte, armazenamento e consumo da destilada bebida.

Além disso, o autor reúne frases e menções artísticas que se referem à cachaça. A frase do título, "Bebo porque é líquido! Se fosse sólido, comê-lo-ia", é atribuída ao ex-presidente Jânio Quadros. Outro ex-presidente, Lula, também tem algumas anotadas, como "O dia em que o mundo experimentar uma boa cachaça brasileira, o uísque vai perder mercado".

Messias, que detém a maior coleção de cachaça do mundo, com 12.800 garrafas diferentes, registrada no Guinness, oferece uma pesquisa de qualidade e dá um passo a favor de homenagear a bebida que cada vez ganha mais terreno em todos os tipos de classe social.

*

"A Verdadeira História da Cachaça"
Autor: Messias Cavalcante
Editora: Sá Editora
Páginas: 608
Quanto: R$ 50,00 (preço promocional)
Onde comprar: pelo telefone 0800-140090 ou pelo site da Livraria da Folha

 
Voltar ao topo da página